sábado, 31 de dezembro de 2011

O GUIA DO FILHOTE – PARTE IV - Bom comportamento – 10 Conselhos essenciais

Para finalizar 2011 não poderia deixar de postar. Sei que muitas pessoas neste Natal receberam em suas vidas um lindo filhote de Pug. Acredito também que queremos sempre o melhor para o nosso cão, seja ele filhote ou adulto. E para que seja possível seu filhote precisa aprender bons hábitos assim que chega em sua casa. Em algumas de minhas leituras tive a felicidade de encontrar um artigo com 10 dicas essências para que seu filhote seja integrado na sua vida com naturalidade, respeito e amor. Siga essas 10 dicas essenciais para uma vida harmoniosa com o seu filhote, agora e, futuramente!


1. Desde o nascimento, habitue seu filhote aos hábitos de higiene, banhos, passeios de carro... todas as atividades que seriam difíceis de serem introduzidas na idade adulta.


2. Chame o seu filhote pelo nome, de maneira clara e sem gritar, quando lhe dá uma ordem e ele cumprir lhe dê uma recompensa, desta forme ele lhe obedecerá.


3. Fazer marcas ou colocar microchip pode ser obrigatório em alguns países e pode ser feito por seu veterinário.


4. Ensine-o a usar coleira e andar com a guia a partir dos 3 meses de idade, com sessões curtas de treinamento em casa. Se o filhote sai da guia, dê leves puxadas para lembrá-lo. Nunca faça punições com a guia, pois ele pode relacionar isso com o prazer da caminhada.


5. Desde o princípio, habitue o se cão a permanecer sozinho, começando com alguns minutos todos os dias, até que se acostume com a ausência do seu dono. Os cães não possuem a nossa referência de tempo.


6. Para evitar um estresse desnecessário, dê ao filhote o mesmo alimento que o criador dava, ou faça a mudança após uma semana, aos poucos, misturando o alimento novo ao antigo.

7. Nunca o deixe trancado no carro, particularmente no verão, pois o risco de superaquecimento pode ser fatal.


8. Enquanto seu filhote ainda é jovem, evite longas caminhadas e exercícios pesados, particularmente pular, porque seu esqueleto ainda é frágil e seus músculos ainda não estão totalmente desenvolvidos. Várias saídas de 10 minutos são ideais no princípio.


9. Seja consistente em relação ao que é proibido: Seu cão não entenderá por que alguma coisa é proibida em um dia e permitida no outro. Certifique-se que todos na família seguem a mesma linha.


10. Insira o filhote na vida da família o melhor possível; leve-o ao parque para que possa descobrir o mundo e se socializar, mas respeite os outros ao mesmo tempo (mantenha a guia em lugares públicos e limpe seus dejetos).


Espero que curtam essa última postagem de 2011.

Desejamos a todos boas festas e que 2012 seja um ano de muitas realizações.


Grande abraço,

Fábio Lumertz

6 comentários:

  1. Muito boa a postagem! O Rocco já está com 6 meses e cada vez mais lindo! Ele se socializa muito bem com todas as pessoas e animais! Brincalhão sempre. Nessas férias levei ele a praia! Coitado, não estava acostumado com o calor e penou nos primeiros dias. Brincou muito e voltou com duas alergiazinhas, acho que por causa da umidade elevada. Mas agora estamos em casa e ele já está bem melhor. Fica aqui nos comentários uma dica minha tbm! SEMPRE alimente seu PUG com a melhor ração possível desde o principio! Não tenha dó e gaste com uma super premium! O meu só come Eukanuba e está muito bem desenvolvido aos 6 meses. Olha eu vi cada Pug tortinho na praia, parava pra conversar com os donos e logo eu descobria que o cão comia ração barata e nunca tomava banho. Pug é uma raça extremamente sensível! Até hipoglós eu passo as vezes na dobrinha do nariz pois assa com MUITA facilidade! Cuide bem do seu cão! De o melhor pra ele! O Rocco é o melhor cão do mundo! Não me vejo mais sem ele. Trouxe ele pra casa em um momento que minha mãe estava muito doente, ele simplesmente trouxe VIDA e LUZ para o finzinho da vida da minha mãe. Quando minha mãe estava no hospital nas ultimas, ela fez o pedido pra ver o Rocco mais uma vez. Levei ele escondido na mala, rs. Ela ficou muito contente! Cuide do seu cão, doe seu tempo a ele! É recompensa na certa! Fábio parabéns pelos excelentes tópicos! Vários amigos meu já estão acompanhando! Abraços!

    ResponderExcluir
  2. @Djalma Germiniani

    Poxa, Obrigado mesmo Djalma!!! Concordo em tudo que disse!!! Tratar bem seu cão é tudo, pois não considero como um bixinho de estimação, Tratos todos como membros da família!!! Temos que dedicar um tempo para lazer, um tempo de conversa, carinho e educação. Comprar uma boa comida, brinquedos... e por aí vai!!! Legal a Historia do Rocco com sua mâe, fiquei comovido mesmo! Obrigado por divulgar este blog e obrigado pelo carinho, de coração!!

    Abraço, Djalma!!! Feliz 2012 pra voce e o Rocco!!!

    ResponderExcluir
  3. Seu site está de parabéns! Li todas as suas postagens que foram de grande valia para pessoas que - assim como eu - são apaixonadas por PUGs e estão começando a vida com o novo companheiro. Aprendi muito e espero fazer meu filhote mais feliz e saudável! OBRIGADA!
    att,
    Jane.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Jane!
      Seja bem vinda sempre que precisar!
      Abraço

      Fábio

      Excluir
  4. Eu queria adotar um PUG axo muito lindo é meu sonho ter um ... mas ele é muito caro e não tenho condições de comprar!!

    Se souberem de alguém que queira doar um filhote macho me avisem aqui mesmo pelo blog!

    Agradeço muito...Bj Bruna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruna, mesmo que alguém te doe um Pug, fique ciente que é um cão que traz muito gasto, infelizmente. Vc deve alimentá-lo com a melhor ração e sempre levá-lo ao veterinário. Banhos são essenciais! Por mês eu chego a gastar uns R$250,00 com o meu Pug, e olha que não exagero! Tem que se pensar muito! Abraços!

      Excluir